quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Sem mandamentos

Eu tenho um gosto musical bem eclético. Aprendi a gostar de certos artistas com meus pais, tios, avós quando era bem criança e, cada vez que ouço, gosto mais. A maioria dos meus amigos detestam Oswaldo Montenegro, por exemplo. Escuto Oswaldo há anos e sempre gostei. Neste exato momento estou assistindo ao dvd ao vivo: 25 anos e me deliciando com as composições lindas e com o carisma dele.

Na verdade, resolvi escrever esse post pra compartilhar um momento quase epifânico com quem quer que leia as bobagens que escrevo.

Transcrevendo Oswaldo:
"Eu procurei a música na qual eu tive mais alegria... aquela música pela qual não vazasse a mínima nostalgia, a mínima melancolia... e achei. [...] É a música mais feliz que compus e a que me deixa mais feliz quando canto."

Sem mandamentos

Hoje eu quero a rua cheia de sorrisos francos
De rostos serenos, de palavras soltas
Eu quero a rua toda parecendo louca
Com gente gritando e se abraçando ao sol
Hoje eu quero ver a bola da criança livre
Quero ver os sonhos todos nas janelas
Quero ver vocês andando por aí
Hoje eu vou pedir desculpas pelo que eu não disse
Eu até desculpo o que você falou
Eu quero ver meu coração no seu sorriso
E no olho da tarde a primeira luz
Hoje eu quero que os boêmios gritem bem mais alto
Eu quero um carnaval no engarrafamento
E que dez mil estrelas vão riscando o céu
Buscando a sua casa no amanhecer
Hoje eu vou fazer barulho pela madrugada
Rasgar a noite escura como um lampião
Eu vou fazer seresta na sua calçada
Eu vou fazer misérias no seu coração
Hoje eu quero que os poetas dancem pela rua
Pra escrever a música sem pretensão
Eu quero que as buzinas toquem flauta-doce
E que triunfe a força da imaginação

E eu, que nunca tinha prestado a devida atenção a essa canção, me flagro absolutamente encantada. Linda demais, quase uma filosofia de vida. Vida sem mandamentos. Tudo que eu quero. Viva o Oswaldo!

2 comentários:

  1. tu e esse véio aí... blergh! hehehehe

    ResponderExcluir
  2. grande presença!!
    não sou fã do oswaldo ! meu primeiro contato musical com esse artista foi em 1989. naquela época com 14 anos de idade me emocionei com aquela musica "Eu amavam como amava um pescador..." Essa musica era da telenovela, da rede globo, "O Salvador Da Patria" tema de um dos romances mais improváveis da teledramarturgia brasileira (a professorinha "maithe proença" e o sassa mutema"lima duarte")
    Em 2007 o oswaldo invadiu o meu "Eu" de uma forma avassaladora, graças ao ex diretor admistrativo da escola guanella. Em uma formação com os profesores ele colocou o clip da musica " A Lista" que me deicou super reflexivo. Eu não recomendo essa musica pra quem quer remexer em velhas feridas!! mas se tu queres fazer um inventario de antigos erros vai fundo...

    força e inteligencia!!

    ResponderExcluir